quinta-feira, 18 de agosto de 2016

#livro - Alice

Aslam não ligando para o gênero.
 Você acorda e parece que tudo foi real. As imagens, as sensações, os personagens, os ambientes, as aventuras, mas nada está lá neste momento. E por mais que as tentativas sejam grandes tudo vai de esvaindo da memória até desaparecer completamente e sobrar poucos resquícios do que chamamos sonhos.
 Esta seria a minha melhor definição das duas histórias de Alice (Aventuras no país das maravilhas e Através do espelho e o que encontrou por lá) do Lewis Carroll, (preciso frisar este nome já que sempre o confundo com o Clive Staples Lewis das famosas Crônicas de Nárnia em seus sete volumes, origem do nome do meu cachorro Aslam.
 Adquiri este volume de capa dura com as duas histórias há um tempão, quando o primeiro filme (2010) dirigido por Tim Burton foi lançado, mas nunca o tinha lido, este ano (2016) após assistir o segundo filme, resolvi dar uma chance para este pequeno e denso livro com as conhecidas ilustrações do John Tenniel.
 Me encanta o fato da história ser contada por uma menina, com muitas qualidades positivas, além do questionamento sobre os papeis de gênero definidos pela norma heteronormativa, que é mais presente nos filmes, também encontra-se no livro porém com menos impacto e relevância. Porém só existem no mundo real as figuras de Alice e sua irmã. O bem e o mal, tanto aproveitados nos filmes perdem a cena no livro, e não há esta disputa pelo certo e errado, pelo poder.
 Apesar destas discrepâncias, o livro traz os personagens do nosso imaginário: o Coelho, a Lagarta, as Rainhas Vermelha e Branca, o Chapeleiro, a Lebre de Março, Twwedledum e Tweedledee, Humpty Dumpty, Capturandam, o Gato de Cheeshire, entre outros.

2 comentários:

  1. Nunca li o livro nem consegui ver o filme (na sua versão mais antiga). No entanto, gostei muito da versão (não sei se fiel ao original) de Tim Burton. Adoro Tim Burton.
    ps: estou seguindo seu Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se eu disse que Tim Burton não foi fiel em muitos pontos ao livro seria spoiler? Bom, preferi os filmes do Tim mesmo, mas vale a pena conferir o livro. O jogo de palavras, as poesias são pontos muito fortes.
      Abraços.

      Excluir

Agradeço muito a sua participação! Abraços!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...